12 de dezembro de 2013


essa sutil transparência
que decorre da ausência
de alguém de verdade.
Sobre essa dorzinha
que me espanca, me bate
e não há nó que desate
quando a dor não é só minha.
E quando o verso dilata,
e a saudade maltrata
quando o tempo não passa
e essa poesia transpassa
Saudade é a melhor companhia
de quem ama e faz poesia
Saudade é o sonho que espera
o despertar de uma quimera.


Sobre a saudade - Ana Favorin