2 de novembro de 2013



"Reaprendo, todo dia, com as plantas que cultivo que cada flor tem seu próprio tempo de desabrochar. Não desabrocha porque eu quero. Quando eu quero. Porque eu tenho pressa. Cada flor desabrocha quando pode. Se eu lembrasse disso com mais frequência talvez fosse mais paciente também com o meu tempo e com o tempo das outras pessoas, nós, botões de amor que somos desse imenso jardim divino."

 

Ana Jácomo