3 de novembro de 2013



Nas veias de toda mulher, corre o sangue da liberdade, do respeito, do AMOR.
Para encontrar seu eixo, ela deve conhecer a sua sabedoria, seguir os passos do seu coração, expressar a sua verdade. Fazer da sua energia criativa a fonte para criar e encontrar o seu caminho.
Ela deve dançar conforme a sua música, e ouvir as batidas do coração da Mãe Terra que pulsa dentro do seu peito. Deve libertar-se do que lhe foi falado para conhecer através da sua própria imaginação o que ela acredita.
Ela precisa ser Livre para encontrar o seu prazer , a sua morada, a sua tribo. E quando ela encontra-se com sua tribo, ela encontra-se com ela mesma.

 

Caroline Ienne