1 de novembro de 2013





"Não há ser, tudo é mudança, revérberos, câmbios perpétuos. Toda fonte é uma moça bonita que foi amada por um deus, que disse não a um rio, que fugiu de um sátiro, nada é real, nada é apenas isso, tudo é transformação, tudo vibra de significar."

 
Paulo Leminski