24 de fevereiro de 2013

cada coisa que leio do Manoel de Barros , me faz ama-lo mais.

Eu me recolho no abandono para ser livre.

 

Manoel de Barros