1 de dezembro de 2012


"Vivo seguindo por veredas que eu jamais
imaginei que um dia eu pudesse trilhar.
Ao me transportar pelo imaginário, não me
apego a nenhum paradeiro que limite o meu sonho.
Quero entregar-me ao acaso de não ter hora marcada,
nem pra sair e nem pra chegar.
 

João Guimarães Rosa