10 de maio de 2012


“Sei que é preciso sonhar. Campo sem orvalho, seca a fronte de quem não sonha.
Quem não sonha o azul do vôo perde seu poder de pássaro.
Sonhar, mais sem deixar nunca que o sol do sonho te arraste pelas campinas do vento. É sonhar, mas cavalgando o sonho e inventando o chão para o sonho florescer. ”
 

Thiago de Mello