21 de novembro de 2011



E se não conseguimos ser sempre flor, resta-nos a paciência de ser artista quando surgem os espinhos, resta-nos a tolerância pra arranca-los um a um e a humildade para entender que nosso jardim tem lá suas falhas. Perdoar é sol luminoso que faz a vida florescer mais bonita, é brisa suave e manhã refrescante, é garantir leveza, todos os dias, e durante todos os dias deixar espaço no coração para as lindezas que a vida oferece.

Natália Oliveira