26 de julho de 2014

 
'Multipliquei-me para me sentir
Para me sentir, precisei sentir tudo
Transbordei, não fiz senão extravasar-me
Despi-me, entreguei-me
E há em cada canto da minha alma um altar a um deus diferente.'

 
Fernando Pessoa / A passagem das horas ( 1916 )