30 de junho de 2014

Foto: É que tenho em mim janelas abstratas que abro quando a vida me prende...Sim;Tenho uma janela para cada dia...E quando não há sol para adentrar minhas janelas,tenho vidraças embaçadas para escrever poesia...Tenho janelas na alma e no coração...Todas as manhãs peço ao vento que sopre de mansinho...Que não feche as minhas janelas por onde entram sonhos e saem desilusões!   
Linda Lacerda
É que tenho em mim janelas abstratas que abro quando a vida me prende...Sim;Tenho uma janela para cada dia...E quando não há sol para adentrar minhas janelas,tenho vidraças embaçadas para escrever poesia...Tenho janelas na alma e no coração...Todas as manhãs peço ao vento que sopre de mansinho...Que não feche as minhas janelas por onde entram sonhos e saem desilusões!
 
 
Linda Lacerda