5 de abril de 2014

"A pé e de coração leve eu enveredo pela estrada aberta,
saudável, livre, o mundo à minha frente,
o longo atalho pardo à minha frente para levar-me
aonde eu queira.
Daqui em diante não peço mais boa-sorte, boa-sorte
sou eu mesmo." 

[Walt Whitman. Canto da Estrada Aberta. In: Folhas de Relva]
"A pé e de coração leve eu enveredo pela estrada aberta,
saudável, livre, o mundo à minha frente,
o longo atalho pardo à minha frente para levar-me
aonde eu queira.
Daqui em diante não peço mais boa-sorte, boa-sorte
sou eu mesmo."


[Walt Whitman. Canto da Estrada Aberta. In: Folhas de Relva]