29 de junho de 2013


"E foi assim que começou o meu 'caso de amor'   
com a velhice,

com o rigor de um silogismo.

Primeira premissa :  sou velho _ o gesto da moça do metrô o atesta.

Segunda premissa:  a velhice é a tarde imóvel,
banhada por uma luz antiquíssima;
a metáfora poética assim o declara.  Terceira premissa: 

essa 'tarde imóvel' me encanta! é bela.


 
Rubem Alves