31 de julho de 2012



Quando caminho pela manhã
no colo do dia fresquinho
novinho em folha com o azul no céu
e música de passarinho.
Quem olha não vê quem me leva;
quem olha pensa que é o vento
que me levou.
Ninguém conhece minha reza,
é no colo de Deus que eu vou.
 

ELISA LUCINDA