23 de fevereiro de 2012

Quem está dentro da nossa vida, de verdade, sempre sabe o que se passa com a gente: como estamos, onde estamos, o que fazemos. Sabe o que estamos enfrentando, o que não fazemos mais, no que evoluímos, e quais nossos sonhos e medos atuais.
Quem está dentro da nossa vida, de verdade, liga quando a gente menos espera (não faz cerimônia), não espera ser convidado, aparece "só pra nos ver"... Troca palavras, olhares, dá colo: dá conselhos, dá o ouvido, só, simplesmente.
Quem está dentro da nossa vida, de verdade, respeita nosso tempo, sabe quando nos recolhemos e sabe por que. E cutuca, cobra, empurra pra frente (enquanto outros somem)... enquanto outros pensam muitas coisas erradas a respeito de nós.
Quem está dentro da nossa vida, de verdade, sabe o que é dor, o que é manha, conhece nosso olhar, sente  nossa voz através do telefone... Sabe o que nos relaxa,  o que nos cansa,  o que  faz a gente  rir, sabe a guloseima que trazer, traz pequenos mimos, uma flor.
Quem está dentro da nossa vida, de verdade, pode não estar todos os dias em contato, pode estar do outro lado da cidade, do mundo, no campo, na guerra: mas TEM A SINTONIA, a intimidade sem horário e frescuras e sem  aquelas palavras cuidadosamente medidas antes de sair da boca.
Quem está dentro da nossa vida, de verdade, também tem a gente de verdade na vida delas! É um caminho transparente e profundo e sensível e respeitável e lindo: tem beijo, tem abraço, tem alguém querendo nosso bem, vibrando com nossas conquistas, ajudando, alguém feliz de verdade pela gente. Não têm inveja, competição, frieza, egoísmo ou sorrisos amarelos. E eu quero caminhos assim, quero relações assim: De Verdade!

 

Carolina Salcides