3 de setembro de 2011


Maravilhas nunca faltaram ao mundo,
o que sempre falta é a capacidade
de senti-las e de admira-las.

 
(Mario Quintana)