24 de setembro de 2011


A beleza em si
nada mais é que
a imagem sensível
do infinito.

(Francis Bacon)