9 de agosto de 2011


Poetas e poemas

"Fazes-me crescer a alma que estilhaça
o dia-a-dia em cacos; e assim ganha
uma amplitude que é milagre teu:
Nos seus molhes de aurora vão morrer
as primeiras ondas de infinidade."

 

Rainier Maria Rilke
In "A Noite vem buscar secretamente..."